Social Icons

Pages

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Crítica: ‘Caldeirão’ revisita personagem e acaba falando de si

O “Caldeirão” do último sábado revisitou um rapaz que participou da estreia, há dez anos. Christiano Pires da Silva mora perto de Extremoz, no Rio Grande do Norte. Craque em sandboard, ele foi tema de um quadro da atração quando tinha 14 anos. Mostrou suas habilidades nas dunas de Jenipabu, e, em seguida, foi levado por Luciano Huck primeiro a Aspen, depois ao Valle Nevado, no Chile. Nos dois lugares estraçalhou na neve descendo pirambeiras impressionantes. Com direito àquele momento lacrimogêneo que o “Caldeirão” não deixa passar (tipo “chorando de felicidade”).

Agora, Luciano voltou a reencontrar Christiano e ele está viciado em mesclado, uma mistura de crack e maconha. Mudou, casou, tem filhos. Luciano conseguiu para ele a internação numa clínica de reabilitação em São Paulo, não sem antes afirmar que “a tua índole está aí, e teu brilho nos olhos também”. Apesar das escorregadas em direção à pieguice, o resultado foi emocionante e bonito. Era a história real de um ótimo personagem.

Paralelamente, Luciano também apareceu matutando sobre o que se passou com ele nos últimos dez anos: “Já troquei de casa três vezes desde aquela época. E não era casado, não tinha filhos, engordei, e usava gel no cabelo. Muita coisa em mim mudou”. No fim das contas, a sinceridade de ambos fez um ótimo programa. Duas ressalvas: a de sucumbir à tentação de dar espaço demais para o drama (como se sabe, uma atração de televisão, per se, não é capaz de mudar a vida de uma pessoa, mas Luciano às vezes parece não acreditar neste poder limitado); e o fato de apresentar uma clínica de reabilitação como se fosse o paraíso (os profissionais pareciam exultantes de aparecer na televisão).
Finalmente, para ser justa, é preciso registrar: um programa que faz este tipo de mergulho revisionista está mais perto da eterna reinvenção. E isso é um mérito.

fonte:Patrícia Kogut

Um comentário:

linzandra disse...

essa bosta de pais ta acabado mesmo...olha essa porra de heroi nacional e a pornografia carnavalesca invadindo a tarde dos semiletrados! feliz ano novo paratodos!

 

Sample text

Sample Text

Contador de visitas
OnLine

Sample Text

Luciano Huck é de São Paulo(3 de setembro de 1971). Trabalhou na 89 FM, antiga rádio rock de SP e de lá foi para a Jovem Pan, onde sua carreira deslanchou com o programa "Mingau" e depois com o "Torpedo da Pan",Começou sua carreira televisiva naTV Gazeta de São Paulo com o programa Circulando, que durava dez minutos e era apresentado no final da noite. Ganhou fama nacional apresentando o Programa H , um programa de variedades voltado ao público juvenil na Rede Bandeirantes de Televisão.Atualmente, apresenta o Caldeirão do Huck na Rede Globo,nas tardes de sábado.